O que é Educação?

 

Então, vejamos… o que é Educação? Há muito tempo vem sendo discutida a questão do surgimento sobre o conceito de Educação, e como isso implica/ou se aplica à sociedade. Encontramos diversos entendimentos sobre o assunto vindo de estudiosos e filósofos revelando significados distintos, porém, com a única finalidade de compreender e obter melhor um ponto de vista sobre o que se é falado a respeito de educar/aprender. Fala-se de serviços coletivos prestados por gerações adultas, no intuito de passar a criança um desenvolver, uma maneira de pensar, falar e agir de acordo com determinada sociedade. Isso se difere bastante ao longo do texto, não o conceito final em si, e sim as formas de estruturação do pensamento.

 

Por um longo período, os filósofos tomaram o pensamento de forma subjetiva, não importando considerar os aspectos sociais, e sim a forma como os recursos eram passados adiante. Diferente disso, podemos encontrar uma definição desigual do pensar subjetivo; inerente ao que se diz. Educação é um fato progressivo, efetivado em todo e qualquer elemento de uma sociedade que o leva a participação de atividades que realização potencialidades visionárias sobre o Ser, que o mesmo levará desde o início de sua vida até sua morte. Mas se refletirmos sobre o que é dito, reconheceremos que não é válido para todas as sociedades, já que em cada povo existe uma comunidade com pensamentos em comum que pode divergir da comunidade seguinte.

 

Temos ideais de educação relativos sempre à qual posição geográfica o povo se encontra, e sobre quem é o grande administrador da sociedade, e ainda mais, sobre qual forma ele vê isso e se dispõe a influenciar os pormenores à mesma ideia. A partir daí começam a aparecer os diferentes tipos de realização da educação e o tipo de importância que isso determinada para a sociedade. Independente do conceito, é concordável que ela deve ser ensinada a todos, e assim, será repassada sem perigo de não ir à diante. No entanto, quando há falhas nesse processo de repasse, é inevitável uma quebra no ciclo e abre-se uma lacuna de conhecimento na comunidade.

 

Pois não é sempre que a formação social é explorada por todo indivíduo, tendo em vista que existe uma exclusão de classes, que visam o individual no processo, ou vemos a predominância da chamada elite. Processo este que não se preocupa tanto quanto era na época da educação grega antiga, onde se formavam cidadãos e onde a educação era voltada unicamente para a comunidade. O homem em seu poder maior cria modos próprios para educar, como antes citado, diferentes de uma cultura para a outra, porém, necessários à vida e a reprodução da ordem de cada tipo da sociedade, em cada momento de sua história.

 


Referências:

Resumo do Cap. PESSOAS “VERSUS” SOCIEDADE: UM DILEMA QUE OCULTA OUTROS, presente no livro O que é educação. Carlos Rodrigues Brandão. São Paulo: Brasilense, 2006. – (Coleção primeiros passos; 20)

5 (100%) 2 votes
Compartilhe este post