Sobre Semântica Lexical

Sobre
a Semântica Lexical o que posso falar? Primeiramente, ela faz parte de uma
disciplina que é ofertada para alunos do curso de Letras (porém, o nome varia
de acordo com a grade curricular de cada instituição).
Sabe
aquela ideia de que se estuda apenas a gramática em si, o Português, quando se
vai fazer o curso de Letras? Então, não é nada disso que acontece! É claro que
durante todo o curso você estuda ao fundo a Língua Portuguesa, (se você
escolheu a licenciatura em Português, mas também varia conforme elas, ex.:
literatura, inglês, francês, espanhol, etc) mas isso não é tudo. Tem inúmeras
ramificações nela que você tem que passar por isso, além de que existem outras
disciplinas que vão complementar não apenas a licenciatura escolhida, mas são
disciplinas que te irão refletir na prática profissional, na didática, sem
contar com os muitos estágios. Ou seja, para resumir, Letras não é só
Português, na realidade, é uma minoria que é dada aos acadêmicos, porém, sabe-se
que ao final da graduação, todos esperam que o graduado seja excelente no
quesito L.P. Isso é mais que um fato verídico!
Mas
vamos lá, voltando à Semântica. Nela (semântica lexical) a gente estuda as
propriedades do significado das palavras. Foi de fato uma das minhas
disciplinas favoritas, porque a gente espera compreender a língua que falamos,
e é nela que a gente descobre coisas que não fazíamos ideias. – Deixo como
aviso, que a Semântica para mim é bem menos complicada que estudar
Morfologia/Morforsintaxe (também são disciplinas). 
Bom,
a Semântica é um objeto de estudo da Linguística. E segundo a visão mentalista
do significado: o conceito de significado é associado pelo falante-ouvinte. À
primeira vista parece complicado, mas não é tanto assim. Quero dizer, fica mais
fácil se você associar a semântica como um significado (das palavras), e todo o
conceito que temos acerca de significado é devido a pessoa que fala e a pessoa
que ouve.
Dentro
da disciplina a gente estuda o Léxico: Conjunto de palavras existentes na
língua de uma comunidade ou de um locutor. E a Semântica: Parte da gramática
que se dedica ao estudo de relações dos significados.
Como
sabemos cada palavra possui um significado, e cada significado forma um
conjunto de palavras, que também pode ser visto como um campo (que pode ser
campo lexical ou campo semântico).
CAMPO LEXICAL:
 Conjunto de
palavras que associadas entre si remetem para um domínio da realidade, ou
apresentam uma determinada noção.
—Ex.: Terra: solo, chão, montanha, planície…
—Fogo: calor, brasa, sol…
—Ar: Estrela, céu,
planeta, sopro…
—Praia: Guarda-sol, toalha, areia, conchas…
CAMPO SEMÂNTICO:
Apresenta diferentes
significados que essa palavra adquire de acordo com o contexto em que está
integrada.
 Ex.: Estrela: corpo celeste, esquema,
ator/atriz, animal marinho, nome próprio.
É a partir desses
campos que teremos por fim, a conotação e a denotação. Vemos então que tudo,
tudo, que tiver a ver com significados, está incluso na Semântica. Por isso,
que ela é tão interessante de se ser estudada. O conjunto de palavras que
conhecemos como, frase, possui um sentido que é postulado com o significado de
cada palavra. Por exemplo: a monossemia, a polissemia. É como se fosse um jogo
onde as palavras possuem um, dois, três significados, enquanto algumas com uma,
duas ou três palavras que formam onomatopeias, se transformem em brincadeira,
onde o objetivo é acompanhar esse processo de construção de campos, de
sentidos.

Vejam abaixo o meu slide de apresentação sobre Semântica Lexical que foi apresentado durante a disciplina ao longo da minha graduação. Vem explicando muuuitas outras coisas!

Sobre a Autora


Rate this post
Compartilhe este post