[SESSÃO POESIA] ED. N°6 : Chorinho

Chorinho – Cândido Portinari
Chorinho

Queria o ‘mundo’ do chorinho

Pois o seu choro não é desse mundo
O que seria do mundo sem chorinho
O que seria de mim sem suas rimas
Como choraria a minha alma
Desalentada de tanto ‘empobrecer’
Sem suas enriquecidas terças
Sem suas nababescas quintas
Nesse diminuto compasso
Perco os meus passos de tanto entretecer
Teus sons dentro de mim
Tuas metáforas sincopadas
Abarcando meu querer
Único querer, querer a ti, chorinho
Chorando em minhas artérias
Bombeando frases ‘quialtéricas’
Ao meu coração descompassado
Arrítmico por teus floreios nostálgicos
Embriagando-me, estonteando-me
Sempre que teus versos geniais
Aplacam o meu engasgo
Como vinho seco que primeiro resseca
Para depois mostrar o seu verdadeiro sabor
Sabor de música trabalhada
De sons se encontrando nos subúrbios
Despontando eras
De Pixinguinha a
Adoniran
Enraizando em mim tuas sinfonias
Chora Chorinho que meu coração por ti vela

Daniel Silva é poeta, cantor, compositor, músico e professor de
Língua Portuguesa e Espanhola. Mora em Boa Vista, RR e em breve lançará seu
livro com mais poemas.

Rate this post
Compartilhe este post